Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Lucélia, Quinta-feira, 02 de Julho de 2020 Telefone (18) 3551-9200

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 8:00 às 17:00 Horas

Quar
01/07
24 °C
16 °C
Índice UV
5.0
Quin
02/07
20 °C
8 °C
Índice UV
5.0
Sext
03/07
22 °C
10 °C
Índice UV
5.0
Sáb
04/07
25 °C
12 °C
Índice UV
5.0

Administração - Sexta-feira, 19 de Junho de 2020

Notícias por Categoria

Lucélia volta à fase vermelha de flexibilização


Lucélia volta à fase vermelha de flexibilização

O município de Lucélia deverá voltar a fase vermelha de flexibilização da quarentena a partir desta segunda-feira, 22. A Prefeitura publicará nos próximos dias, no site oficial, um novo decreto que tratará sobre o assunto. 

O governador João Dória anunciou não começo da tarde desta sexta-feira (19) o retrocesso dos municípios vinculados ao Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília para a fase vermelha do plano de flexibilização da quarentena.

De acordo com a avaliação, houve um aumento de cerca de 55% nos casos de internação pela doença, o que, segundo o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, demonstra a elevação dos casos graves da doença.

A nova decisão passa a valer a partir de segunda-feira (22) e atinge 12 cidades da região de Presidente Prudente, que estavam na fase laranja, e agora recuam para a fase mais restritiva. As cidades afetadas são Adamantina, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Lucélia, Mariápolis, Osvaldo Cruz, Pacaembu, Parapuã, Pracinha, Rinópolis, Sagres e Salmourão. Outras cidades da Nova Alta Paulista (região de Tupã) também estão inseridas.

Com o rebaixamento, apenas os serviços considerados essenciais poderão funcionar na segunda-feira (22). Comércio de ruas concessionárias, escritórios e atividades mobiliárias deverão manter-se fechados

Para a mudança de fase, o Governo do Estado de São Paulo usa indicadores como taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o aumento do número dos casos de contaminação pela Covid-19 para a tomada das decisões.

Pelo Plano São Paulo as regiões serão avaliadas periodicamente de acordo com os indicadores de saúde, verificando se cumprem os critérios para avançarem a uma fase de maior relaxamento a cada 14 dias ou voltar para uma fase mais restrita a cada 7 dias (ou imediatamente, caso haja evidência da piora da situação).

A regressão para a fase vermelha anunciada nesta sexta-feira atingiu também a região de Registro/Vale do Ribeira. Já as regiões de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto, que foram rebaixadas para a fase vermelha nesta segunda-feira (15), permanecem nessa mesma condição. A cidade de São Paulo permanece na fase laranja.

 

(fonte parcial: Sigamais.com)

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Capital da Amizade

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!